Quarta, 19 de Junho de 2024
11994996906
SAÚDE ALERTA

'Skincare infantil': dermatologista alerta sobre os riscos da nova febre entre crianças e pré-adolescentes

Rotinas de beleza divulgadas nas redes sociais influenciam crianças a iniciarem precocemente os cuidados com a pele

05/04/2024 14h48
Por: Redação
'Skincare infantil': dermatologista alerta sobre os riscos da nova febre entre crianças e pré-adolescentes

 

É muito comum que as meninas, pré-adolescentes imitem o que as mães fazem, seja com a rotina de autocuidado com a pele e corpo, seja com a maquiagem. Um fenômeno positivo desde que bem dosado.

Com a popularidade de vídeos espalhados nas redes sociais de meninas realizando “skincare”(em inglês significa cuidado com a pele), compartilhando a rotina com o uso no rosto de produtos específicos para pele adulta.

 

A febre inspirou mulheres adultas e jovens adultas a terem uma rotina que envolve a aplicação de produtos para a limpeza, tonificação, hidratação e combate ao envelhecimento. Porém, é comum que as lojas de produtos de beleza e maquiagem estejam lotadas de um outro público: o infantil, que desde que seja indicado por um profissional, não precisa desses produtos. Mas como evitar algo que já tomou conta das redes sociais e das casas das famílias?

Médica alerta sobre uso produtos inadequados a idade
Médica alerta sobre uso produtos inadequados a idade

A médica Talita Pompermaier, especialista em dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia, formada na Harvard Medical School e na Michigan University, faz um alerta para o aumento de casos de acne, dermatite irritação na pele dos mais jovens. Doutora Talita acredita que o fenômeno pode ser positivo, desde que seja orientado por um profissional. Ainda segundo Talita, o movimento inspira as meninas pré-adolescentes a iniciarem precocemente uma rotina saudável e adequada para a pele.

Porém, de acordo com a dermatologista, o risco mora na aplicação de produtos que não são adequados para a idade e tipo de pele, causando danos a pele. “Minha orientação é que os pais procurem um dermatologista, que vai fazer um diagnostico do tipo de pele e orientar sobre o produto ideial”, explica. Talita Pompermaier lembra ainda sobre o uso indispensável do protetor solar. “Esse é um produto indispensável a partir dos seis meses de idade. Com esses primeiros cuidados é possível retardar possíveis doenças da pele como Melasma e manchas do sol”, orienta a sócia-fundadora do Instituto Pompermaier.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias